A história do Papai Noel em imagens: desde sua primeira “aparição” no século XIII

Ao contrário do que muitos acreditam, o Papai Noel como o conhecemos hoje – o bom velhinho de roupas vermelhas que distribui presentes em seu trenó – não foi uma criação original da Coca Cola Company, embora suas campanhas publicitárias nas décadas de 1930 e 1940 tenham sido fundamentais para a construção de sua imagem como a conhecemos hoje. No entanto, antes de se instalar em seu famoso traje vermelho, principalmente durante a segunda metade do século XIX, a imagem do Papai Noel apresentou diversas variações… As imagens abaixo ilustram as muitas facetas do Papai Noel durante sua longa história:

Nikola_from_1294
São Nicolau “Lipensky”, 1294.  Na Europa, a festa de São Nicolau, realizada tipicamente no dia 6 de dezembro, foi muito popular durante toda a Idade Média.  Fonte
8268917649_8cafcff82a_o
“Pai Natal”, 1686 . O “Pai Noel” representava o espírito de renovação do Natal. Fonte
8261713532_5fa8f7ae98_o.jpg
São Nicolau de Alexander Anderson, 1810, solicitado por  John Pintard um influente patriota e antiquário que fundou a Sociedade Histórica de Nova York e promoveu São Nicolau como padroeiro da cidade.  Fonte
8261713052_f93056fab0_o.jpg
Ilustração de Thomas Nast “A Christmas Furlough”, 1863. Nesta ilustração, o cartunista estabelece as primeiras características do Papai Noel como o conhecemos atualmente. 
8264402661_f71cc8e52f_o
Ilustração, 1864 Uma visita de São Nicolau. Com o passar das décadas a data comemorativa foi retratada em uma variedade maior de cores. Fonte .
800px-Santa_Claus_Sugar_Plums,_1868.png
Neste anúncio de 1868, é possível observar a predominância dos tons de vermelho em suas vestimentas, além da presença do trenó e das renas.  Fonte
Santa's_Portrait_TNast_1881
Ilustração Thomas Nast, , 1881. A ilustração é uma das primeiras versões totalmente coloridas do Papai Noel, nela é possível notar que as feições do personagem como o conhecemos, começam a tomar forma… Outro elemento que se destaca é a questão da entrega de presentes, que nesta ilustração é bem explícita. Fonte .
465px-Santa1902PuckCover.jpg
Papai Noel, 1902. Capa da Puck ilustrada pelo australiano Frank A. Nankivell. Início do século XX e já é possível observar o Papai Noel como o conhecemos: roupas vermelhas, barba, presentes e, ansiosamente aguardado…  Fonte .
1906_Christmas_catalogue_Eaton's.jpg
Capa do catálogo de lojas de departamentos da Eaton Toronto, Canadá, 1906. Papai Noel, com seu terno preto e seu chapéu preto, apresentando ainda algumas diferenças em relação a sua aparência típica. Fonte
8260643689_d648e2fb4c_o.jpg
Capa de Norman Rockwell , 1913. Rockwell, Papai Noel as vésperas da Primeira Guerra Mundial. Fonte .
800px-1914_Santa_Claus.jpg
Ilustração japonesa, artista desconhecido, 1914, sinalizando que propagação do natal e da figura do Papai Noel, atingiram muito mais do que apenas Europa e América. Fonte
438px-_Peace._Your_Gift_To_The_Nation._A_Merry_Christmas.__-_NARA_-_512601.jpg
Cartaz da US Food Administration, 1918. Papai Noel aparece em sua forma clássica e super “pacífico”… Fonte
8260643297_2ed76bf0ff_o.jpg
Capas para o Saturday Evening Post,  1920 e 1922. Duas das muitas capas temáticas do Norman Rockwell para o Saturday Evening Post . Nestas ilustrações destaca-se o aspecto fisiologicamente humano e naturalista do personagem, em oposição às características mais caricatas que precederamFonte
7960422910_89e4202924_z.jpg
Ilustração  do Queenslander, 1930. Austrália. Fonte
447px-Santa_Clause_Has_Gone_To_War_-_NARA_-_533870
Cartaz do Office for Emergency Management, 1942. Cartaz da Segunda Guerra Mundial dos Estados Unidos, Papai Noel deixa seu traje vermelho para vestir as cores da guerra, além de trocar o saco de presentes por uma arma e munição… Fonte
lossy-page1-449px-Season's_Greetings_-_NARA_-_533874.tif.jpg
Cartaz do Office for Emergency Management, 1942. Fonte
Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!
Saramago2
Caneca “Saramago “Ilha”, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL? ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

Os Impressionistas: Monet, Cézanne, Lautrec, Renoir, Van Gogh, Degas…| Documentário BBC

Impressionismo foi um movimento que surgiu na pintura francesa do século XIX, o nome do movimento é derivado da obra “Impressão: nascer do sol” (1872), de Claude Monet. Os autores impressionistas não mais se preocupavam com os preceitos do Realismo ou da academia. A busca pelos elementos fundamentais de cada arte levou os pintores impressionistas a pesquisar a produção pictórica não mais interessados em temáticas nobres ou no retrato fiel da realidade, mas em ver o quadro como obra em si mesma. A luz e o movimento utilizando pinceladas soltas tornam-se o principal elemento da pintura, sendo que geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintor pudesse capturar melhor as variações de cores da natureza.

A minissérie “Os impressionistas” de 2006, da BBC é produção em forma de documentário que recria cuidadosamente o ambiente artístico e social do final do século XIX, narrando a história dos pintores impressionistas mais ilustres: Monet, Manet, Degas, Bazille, Renoir incluindo Cézanne, que não é exatamente definido como impressionista pelos críticos de arte, mas que inicia a carreira com fortes laços a esta corrente estética. A história é narrada pelo velho Monet que, durante uma entrevista, vai contando a um jornalista e crítico de arte os principais momentos da sua vida, da sua carreira, das suas relações com os demais artistas do movimento, incluindo alguns aspectos particulares da vida e personalidade de cada um.

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!
Sartre-Livre-Slide
Camiseta Sartre “Livre”, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

 

 

Darwin e a origem das espécies | Livro e filme

Livro “A origem das espécies” de Charles Darwin (para download) + Filme “Criação” para assistir online.


 

O livro “A Origem das Espécies”, lançado em 1859 por Charles Darwin, foi sucesso imediato de vendas e um marco divisor na história da humanidade. Na época, a obra de Darwin foi acusada de “matar” Deus ao sugerir que o homem é fruto de uma evolução natural, e não de Adão, como prega a Bíblia.

Durante boa parte de sua vida, o cientista seguiu os preceitos cristãos e quando morreu, em 1882, foi enterrado em uma cerimônia religiosa. É sobre essa dualidade: ciência versus religião, que fala o filme “Criação” de 2010, dirigido por Jon Amiel, baseado no livro “Annie”s Box”, do ambientalista Randal Keynes, tataraneto de Darwin. Na obra, o autor conta a relação do cientista com sua filha e como, após a morte dela, Charles criou coragem para desafiar a igreja e publicar “A Origem das Espécies”.

livro-darwin

 

Para fazer o download do livro “A origem das espécies” – CLIQUE AQUI!

 

 

filmedarwin1_filme_criac3a7c3a3o

Para assistir ao filme “Criação” – CLIQUE AQUI!

 

 

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!

Caneca-Heraclito-Devir-Farofa-Filosofica
Caneca Heráclito Devir, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

Quanto vale ou é por quilo? | Filme + Conto “Pai contra mãe” de Machado de Assis

 O filme “Quanto vale ou é por quilo?” (2005) faz uma analogia entre o antigo comércio de escravos e a atual exploração da miséria pelo marketing social, tecendo duras críticas às ONGs e suas captações de recursos junto ao governo e empresas privadas. Durante o filme é possível perceber, em várias cenas, o diálogo com o conto “Pai contra mãe” de Machado de Assis, texto escrito cerca de dez anos após o fim da escravidão no Brasil. Trata-se do embate entre o caçador de escravos fugitivos Cândido Neves e uma escrava fugitiva grávida.
No filme, dirigido por Sérgio Bianchi, nos dias atuais, uma ONG implanta um projeto de informática na periferia em uma comunidade carente. Arminda, que trabalha no projeto, descobre que os computadores comprados foram superfaturados e, por causa disto, precisa ser eliminada enquanto, Candinho, um jovem desempregado cuja esposa está grávida, torna-se matador de aluguel para sobreviver…

Conto:

Para fazer o download do Conto “Pai contra mãe” – CLIQUE AQUI!

Filme:

 …

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!
Guimaraes-Rosa-Coragem-SLIDE-2-(VERMELHO)
Camiseta Guimarães Rosa “Coragem”, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL? ASSINE NOSSA NEWSLETTER !
Name(obrigatório)

 

Sociedade do Espetáculo de Guy Debord | Documentário e livro

Guy Debord (1931 – 1994) foi um filósofo, cineasta e crítico cultural francês. Participou ativamente dos eventos de Maio de 68, criticando a sociedade contemporânea, definindo-a como uma sociedade mediada por imagens, onde a lógica do intercâmbio mercantil incorpora-se em toda a vida cotidiana.

Livro:

O livro “Sociedade do espetáculo”, lançado em 1967, é uma crítica à sociedade do consumo, à cultura da imagem e à invasão da economia em todas as esferas da vida. O autor discute o papel das imagens nas relações interpessoais apontando-as como representações imediatas que adquirem autonomia e fazem das pessoas meros espectadores contemplativos.

Para fazer o download do livro “Sociedade do Espetáculo” – CLIQUE AQUI!

Filme:

O filme lançado em 1973 também foi dirigido por Debord, trata-se de uma versão audiovisual do livro, onde, ao expor seus conceitos, o autor utiliza um recorte de imagens incessante e aleatório, dando suporte à teoria apresentada no livro. É, na verdade, uma espécie de anti-filme: a utilização da cultura para fins “subversivos”. Nele, a imagem não obedece ao narrador, não o segue…

Download do filme – CLIQUE AQUI!
FiLme online – CLIQUE AQUI!

Downloads via: Lelivros, Filmes Cult

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!
Sartre-Livre-Slide
Camiseta Sartre “Livre”, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

O Século do Ego/Parte 3: Há um policial dentro de nossas cabeças. Ele deve ser destruído

A TEORIA DO INCONSCIENTE DE FREUD TRAZIDA PARA O CERNE DO MUNDO DA PROPAGANDA E DO MARKETING. O SÉCULO DO EGO (2002) É UMA SÉRIE DE DOCUMENTÁRIOS PRODUZIDA PELA BBC , COMPOSTA POR 4 EPISÓDIOS. A PROPOSTA É APONTAR COMO AS TEORIAS DE FREUD FORAM APLICADAS AO MERCADO E À POLÍTICA AO LONGO DAS ÚLTIMAS DÉCADAS, INFLUENCIANDO A MANEIRA COMO EMPRESAS E GOVERNOS PASSARAM A LIDAR COM AS “MASSAS”.

Parte 3: Há um policial dentro de nossas cabeças. Ele deve ser destruído.

Este episódio aborda a década de 1960 e os movimentos de contestação às teorias freudianas, principalmente sua aplicação massiva fundamentando estratégias de marketing. Para muitos o “eu interior” não precisava ser reprimido mas sim encorajado a se expressar… Muitos movimentos se dedicaram a pensar formas para combater a conformidade psicológica que havia sido incentivada/implantada por parte do mercado e da política nas décadas anteriores.

No entanto, as corporações norte-americanas logo perceberam que este novo “eu” não era uma ameaça… A “Geração do eu” seria sua maior oportunidade, pois era de seu interesse incentivar as pessoas a sentir que eram indivíduos únicos e, em seguida, vender-lhes maneiras de expressar as suas individualidades. Novamente, a teoria do inconsciente de Freud será aplicada, aprimorada e renovada para atender às novas/velhas demandas do mercado.

Para assistir O Século do Ego, Parte 1: Máquinas de felicidade, clique aqui!

Para assistir O Século do Ego, Parte 2: Engenharia do consentimento, clique aqui!

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!

Caneca Jung-Despertar-pop
Caneca Jung “Despertar”, para ver clique aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

Cartas para Angola | Documentário

Brasil e Angola são duas margens do Atlântico que possuem a mesma língua, um passado colonial em comum e muitas histórias compartilhadas. Neste filme, pessoas separadas por um oceano trocam correspondências – alguns são amigos de longa data, outros nunca se viram. Suas histórias se entrecruzam e contam sobre fluxos de migração, saudade, pertencimento, guerra, preconceitos, exílio, distâncias… A busca da identidade e o fio da memória são conduzidos pela linha da afetividade, que une as sete duplas de interlocutores que o documentário nos apresenta: pessoas que traçaram suas histórias de vida entre Brasil, Angola e Portugal.

 

Para mais informações sobre o documentário recomendamos o site do filme, nele é possível encontrar mais informações sobre o trabalho: clique aqui.

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!

Clarice-Lispector---Ato-e-fato-Pop2
Camiseta Clarice Lispector “Ato e fato”, para ver clique aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

ADEUS, GERAL – A elitização do futebol brasileiro e o fim da “geral” dos estádios

O documentário – Adeus, Geral, – denuncia a segregação social nos estádios brasileiros a partir de eventos como a construção das modernas “arenas” e o fim da famosa “geral” dos estádios – áreas em que os ingressos eram mais baratos, geralmente ocupadas por torcedores de baixa renda.
Dirigido por Gustavo Altman, Martina Alzugaray, Matheus Bosco, Pedro Arakaki e Pedro Junqueira, o filme trata da “elitização” das arquibancadas e suas consequências econômicas, sociais e culturais.

Segundo o documentário esse processo de elitização, com o afastamento do dito “povão” dos estádios, iniciou-se após o “Desastre de Hillsborough”, em 1989, na Inglaterra – quando 96 torcedores morreram pisoteados num estádio superlotado para uma partida entre Liverpool e Nottingham Forest. Depois da tragédia, a então primeira-ministra Margaret Thatcher anunciou uma série de medidas que levaram à “modernização” e crescente elitização do esporte, com a exclusão dos torcedores mais pobres dos estádios.

O documentário mostra que, no Brasil, após a Copa do Mundo de 2014, a elitização das arquibancadas ganhou mais força com a construção das arenas.

“A elitização faz com que palmeirenses fanáticos não consigam entrar no Allianz Parque. Da mesma forma, há corintianos que nunca foram ao estádio de Itaquera. O preço dos ingressos selecionou quem faz parte do espetáculo”, afirma Juca Kfouri, em entrevista ao Adeus, Geral.

Vale lembrar que, atualmente, o ingresso brasileiro é QUARTO MAIS CARO DO MUNDO!

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!

Nietzsche---Aquilo-que-és-Pop.2
Camiseta Nietzsche “Aquilo que és”, para ver clique aqui! 
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

Um lugar ao sol / O ponto de vista dos moradores de coberturas

No topo de condomínios de luxo, bem lá em cima, estão eles: os moradores de coberturas. O que pensam esses cidadãos? Como vêem a cidade? 


O documentário Um lugar ao sol  registra o cotidiano dos moradores de coberturas em prédios luxuosos no Rio de Janeiro, São Paulo e Recife. Através de depoimentos e entrevistas o documentário procura capturar o modo de vida de pessoas que, do topo de prédios elegantes, desfrutam de uma realidade inegavelmente privilegiada em relação a grande maioria dos brasileiros, retratando suas expectativas, receios, desejos, etc. Alguns depoimentos são chocantes sob alguns pontos de vista, mas, no entanto, o documentário levanta questões importantes como, por exemplo, o direito à cidade e a sua socialização.

Direção: Gabriel Mascaro | Ano: 2009 | Duração: 1h05min.

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!

Lacan---Cisão-Pop2
Camiseta Lacan “Cisão”, para ver clique aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

O Século do Ego / Parte 2: Engenharia do consentimento – Documentário

A teoria do inconsciente de Freud trazida para o cerne do mundo da propaganda e do marketing. O século do Ego (2002) é uma série de documentários produzida pela BBC , composta por 4 episódios. A proposta é apontar como as teorias de Freud foram aplicadas ao mercado e à política ao longo das últimas décadas, influenciando a maneira como empresas e governos passaram a lidar com as “massas”.


Parte 2: Engenharia do consentimento

O segundo episódio destaca a popularização e ascensão da Psicanálise nos EUA e o papel de Anna Freud como principal representante do legado deixado por Sigmund Freud. Neste momento – década de 1950 – o inconsciente era visto como uma perigosa ameaça, uma espécie de “território desconhecido” que precisava ser controlado e gerido “de cima”, nas palavras de Edward Bernays (sobrinho de Freud). Logo, líderes políticos e corporações passam a usar técnicas psicológicas para ler, criar e preencher os desejos do público, afim de tornar seus produtos (ou discursos) tão agradáveis quanto possível para seus consumidores/cidadãos, estimulando a formação de uma sociedade feita não de cidadãos e sim, de consumidores. Nas palavras de um importante banqueiro de Wall Street:

“Temos que mudar a América de uma cultura de necessidades para uma cultura de desejos. As pessoas devem ser treinadas a desejar, querer coisas novas, mesmo antes das antigas serem totalmente consumidas. […] Os desejos do Homem devem ofuscar suas necessidades”.

SE-1Para ver a Parte 1: “Máquinas da felicidade”  – CLIQUE AQUI!

Episódios 3: “Há um policial dentro de nossas cabeças. Ele precisa ser destruído.” –  CLIQUE AQUI!

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!
Prato-do-dia-SLIDE
Camiseta “Prato do dia”, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Olhos azuis, uma experiência sobre discriminação…

O objetivo  do documentário é colocar pessoas de olhos azuis na pele de uma pessoa negra por um dia. Na verdade, somente por 2 horas…


Olhos azuis é um documentário de 1996 sobre as experiências da professora e socióloga Jane Elliott sobre racismo e discriminação. Em 1968, a professora ganhou um Emmy com o documentário “The Eye of the Storm” que acompanhava a aplicação de um de seus exercícios sobre discriminação em uma sala da 3º série do ensino fundamental. Toda a dinâmica se baseava na cor dos olhos das crianças e era realizada durante o período de um dia. Somente um dia. A ideia era fazer com que as crianças experimentassem as discriminações diárias que crianças negras enfrentam.

Já em Olhos azuis, a ideia geral deste primeiro documentário é ampliada. Acompanhamos a aplicação de um dos workshops da professora sobre racismo para adultos, o exercício é semelhante ao aplicado às crianças, no entanto, com muito mais rigor… O objetivo é colocar pessoas de olhos azuis na pele de uma pessoa negra por um dia. Na verdade, somente por 2 horas… Para isso, ela rotula as pessoas, baseando-se apenas na cor de seus olhos, com todos os rótulos negativos e preconceituosos usados tão cotidianamente contra mulheres, negros, homossexuais, pessoas com deficiências físicas e todas aquelas que de alguma forma não participam do padrão de “normalidade” vigente…

Um ótimo documentário sobre racismo e discriminação, que evidencia questões importantes como, por exemplo, a construção social do papel do opressor  e o quanto essa construção, de certa forma, é coletiva já que depende do silêncio de muitos para existir e se perpetuar…

Direção: Bertram Verhaag | Roteiro: Jane Elliott | Ano: 1996 | Duração: 1h e 33min.

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!

Platão---Uma-Vida---Pop.2
Camiseta Platão “Uma vida”, para ver clique aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

O século do Ego-Parte 1: Máquinas da Felicidade

A teoria do inconsciente de Freud trazida para o cerne do mundo da propaganda e do marketing. O século do Ego (2002) é uma série de documentários produzida pela BBC , composta por 4 episódios. A proposta é apontar como as teorias de Freud foram aplicadas ao mercado e à política ao longo das últimas décadas, influenciando a maneira como empresas e governos passaram a lidar com as “massas”.

O primeiro episódio descreve a maneira como as ideias de Freud foram introduzidas nos EUA por sua filha, Anna Freud, e  seu sobrinho, Edward Bernays (o inventor da profissão de Relações Públicas). A partir desse encontro entre a teoria do inconsciente e o marketing passamos a observar o desenvolvimento de técnicas para o controle das massas na era da democracia, numa sociedade de  consumo cujo leque de opções para o mercado ainda era relativamente limitado.

http://www.dailymotion.com/video/xltv2d

 

O século do Ego Parte 2: A engenharia do consentimento – Para assistir CLIQUE AQUI!

Freud-Livros-para-download-Farofa-Filosofica

Para aqueles que gostaram deste post indicamos também o post “Sigmund Freud | 28 livros para download”, para ver é só clicar aqui!

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!
Guimaraes-Coragem-Slide
Camiseta Guimarães Rosa “Coragem”, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

ARTE, POESIA E FILOSOFIA PARA ESPALHAR, COMPARTILHAR E PRESENTEAR!

CLIQUE AQUI E CONHEÇA NOSSA LOJA!

russell
Camiseta Bertrand Russell/Erros| Para ver, clique AQUI!

 

 

O mercado de notícias / Documentário

Quanto vale uma “notícia”?

Abordando temas como mídia e democracia o documentário intercala depoimentos de 13 jornalistas brasileiros com trechos da peça “The Staple of News”, escrita pelo inglês Ben Jonson em 1625. A comédia de Jonson, montada e encenada especialmente para a produção do filme, revela sua espantosa visão crítica, capaz de perceber na imprensa de notícias, recém-nascida, uma invenção de grande poder e grandes riscos…

Ano: 2014; Direção: Jorge Furtado; Duração: 94m | Produzido pela Casa de Cultura de Porto Alegre.

 

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!

Fernando-Pessoa---Para-o-diabo---Pop-2
Camiseta Fernando Pessoa “Para o diabo”, para ver clique aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

Quem é Frida Kahlo? Em 2 documentários…

Os dois documentários exploram a cultura antiga do México, a Revolução Mexicana, o fogo do comunismo que queimou pela América Latina na década de 1920 e 30, os inovadores em pintura, fotografia, cinema, escrita e poesia que se reuniram na Cidade do México e o renascimento do interesse na cultura popular para o qual Kahlo tornou-se um símbolo.

Os relatos sobre a vida da artista mexicana Frida Kahlo são apresentados sob a perspectiva das influências históricas e culturais que contribuíram para inspirar sua obra e personalidade. As duas produções exploram muitos aspectos peculiares desse ícone do século XX que se tornou uma importante referência entre os amantes da arte moderna. São eles:

Vida e obra de Frida Kahlo – Produzido pela PBS e divulgado pelo Mundo.doc é dublado e tem 52 minutos de duração .

 

Frida Kahlo – Em espanhol e sem legendas  tem 30 min de duração. No entanto, mesmo sem legendas é possível entender as falas, sem grandes problemas.

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!

Caneca Einstein---Resposta-Pop (1)
Caneca Einstein  “Coleção Grafite”, para ver clique aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

 

A história do racismo e do escravismo | Documentário BBC. Online

O documentário procura investigar o legado deixado pelo racismo e pelo escravismo ao longo dos séculos, abordando passagens históricas importantes em que o racismo justificou imensas barbaridades.

A crença em raças superiores e inferiores foi – e, ainda é, em vários sentidos – utilizada para justificar diversas atrocidades. A proposta do documentário é expor como, historicamente,  o racismo foi usado como pano de fundo para esses atos e, como ele ainda é utilizado como ferramenta de manipulação e dominação.

Trata-se de uma produção da BBC, chamada “Racismo, uma história,”composta por três episódios, independentes entre si, que abordam a história e os desdobramentos do racismo pelo mundo. São eles: “A Cor do Dinheiro”, “Impactos Fatais” e “Um Legado Selvagem” com 1h de duração cada. O documentário completo tem 3 horas de duração e aborda momentos históricos importantes como, por exemplo, a ocupação britânica na índia…

Episódio 1 – A cor do dinheiro

Episódio 2 – Impactos fatais (dividido em partes)

Episódio 3 – Um legado selvagem 

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!
Platao-uma-vida
Camiseta Platão “Uma vida”, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

 

 

 

 

Humano / Documentário

O que nos define como humanos? O que é humanidade?


HUMANO explora estas e outras questões de maneira muito delicada e, ao mesmo tempo, muito artística… O documentário é composto por entrevistas com pessoas de diversas partes do mundo, e expõe os vários aspectos daquilo que nos torna humanos. Trata-se de um daqueles documentários que não tem muito como fazer sinopse. O que dá para dizer com toda certeza é que você precisa ver! E, não só um episódio, você precisa ver os 3! Além da produção em si, o site do documentário também é bem legal com informações sobre bastidores, etc. Vale a pena dar uma conferida*! 

O filme é de 2015, foi dirigido por Yann Arthus-Bertrand e é dividido em 3 partes de 1h20 cada e está legendado, aliás a legenda está ótima, bem sincronizada.

Links para assistir online:

  • Parte 1

  • Parte 2

  • Parte 3

Arte, poesia e filosofia… Clique aqui e conheça nossa loja!
Guimaraes-Coragem-Slide
Camiseta Guimarães Rosa “Coragem”, para ver é só clicar aqui!
GOSTOU DESTE POST?
QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES E CONTEÚDO EXCLUSIVO EM SEU E-MAIL?
ASSINE NOSSA NEWSLETTER !